quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Pudim de limão


Quem não gosta de um pudim tradicional de ovos? Quer dizer, eu conheço quem não goste! Mas, geralmente, é sempre uma sobremesa apreciada. Além disso, como é simples de confecionar, pode ser feita com antecedência. Melhor é impossível!

Ingredientes
12 ovos (caseiros)
1 litro de leite
300g de açúcar
Raspa de 1 limão
Caramelo q.b. (utilizei de compra)

Preparação
Caramelizar o fundo de uma forma de chaminé e reservar. Pré-aquecer o forno a 180ºC. Colocar todos os ingredientes da liquidificadora e misturar até ficar homogéneo. DE seguida, colocar a forma num tabuleiro que possa ir ao forno, dispor o preparado na forma e encher o tabuleiro com água até meio da dita. Levar a cozer ao forno durante 60 minutos. Por fim, retirar, deixar arrefecer e colocar no frigorífico, no mínimo durante 12 horas. Desenformar e servir.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Penne com legumes salteados


Cá por casa, continuamos a apostar nos legumes como ingredientes principais, para refeições práticas e saborosas. Além disso, são uma óptima sugestão para levarem na marmita. Experimentem! 

Ingredientes
200g de massa penne
4 cogumelos frescos grandes (laminados)
1 pedaço de abóbora Hokkaido
Tomate cherry q.b.
Floretes de brócolos q.b.
1 fio de azeite
1 dente de alho pequeno picado
Queijo parmesão ralado q.b.

Preparação
Cozer a massa conforme instruções da embalagem e reservar. Depois de lavada, cortar a abóbora ao meio e limpar as semente (a sua casca tem a vantagem de ser comestível, portanto não precisa de a descascar), partindo-a depois em cubos pequenos. Limpar os cogumelos para retirar a terra, cuidadosamente, retirar os pés e laminar. Retirar os floretes mais pequenos dos brócolos. De seguida, saltear os legumes e os tomates com o azeite e o alho picado. Quando estes estiverem cozinhados, envolver com a massa. Servir polvilhado com parmesão.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Cogumelos recheados com atum e bulgur para acompanhar


O bulgur entrou na cozinha cá de casa e veio para ficar. É um óptimo substituto do arroz e muito simples de preparar. Para servir de elemento principal, preparei uns cogumelos frescos recheados com atum, ingrediente este que é nossa salvação quando não existe mais nada no frigorífico. De facto, o atum é daqueles ingredientes, assim como o bacalhau, que pode ser preparado das mais variadas maneiras, com a vantagem de ser só necessário abrir a lata. No entanto, cá em casa somos muito esquisitos com o tipo de atum:  de preferência em posta, obviamente em azeite e, claro, de marcas nacionais. O resultado? Comida simples, mas saborosa. Experimentem!

Ingredientes
4 cogumelos frescos (grandes)
Duas latas de atum Santa Catarina em azeite
1 pimento vermelho assado
Salsa fresca q.b.
Uma chalota
250g de bulgur
7,5dl de água quente
Sal e pimenta q.b.
Limão q.b.

Preparação
Para preparar o bulgur, colocar numa panela, com sal a gosto. Regar com a água quente e levar ao lume com a tampa colocada, durante 10 minutos. Retirar do lume e deixar repousar cerca de 15 minutos. Depois, soltar os grãos do bulgur e temperar com um fio de azeite, metade do pimento picado e salsa fresca picada. 
De seguida, colocar uma chalota, o atum (previamente escorrido), metade do pimento vermelho e um molhinho de salsa fresca numa picadora, triturando até ficar uniforme. Temperar com umas gotas de limão, pimenta e, se necessário, sal. 
Por fim, com uma faca, retirar a pele escura dos cogumelos e o respectivo pé. Temperar com sal e um fio de azeite e levar a assar, em forno pré-aquecido a 180ºC, durante 15 minutos.  Dividir o recheio pelos cogumelos e levar novamente ao forno a gratinar, a 180ºC, durante 10 minutos.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Bifes com molho de maçã e salva, acompanhados com batata-doce às rodelas no forno


Como vocês sabem, cá em casa raramente se comem bifes fritos. Mas quando os confeciono, umas duas vezes por ano, ou coisa assim, gosto de versões mais requintadas. Se é para comer, eu seja com uma boa ‘molhanga’ e umas batatas-doces bem estaladiças, feitas no forno, a acompanhar. Experimentem!

Ingredientes
2 bifes do acém
2 dentes de alho
4 fatias de queijo
Azeite q.b.
1/2 copo de sumo de maçã
6 folhas de salva
Duas colheres de sopa de manteiga (manteiga ‘mesmo’, de preferência de boa qualidade)
Uma batata-doce (grande)
Ervas da Provença q.b.
Sal e pimenta q.b.

Preparação
Retirar as aparas dos bifes, assim como as gordurinhas. Bater os bifes com um martelo de cozinha, até estes estarem fininhos e uniforme. Temperar com sal e pimenta, distribuir as fatias de queijo, enrolar os bifes, apertar bem e prender com palitos. Reservar.
Numa frigideira, adicionar os dentes de alho (previamente laminados) e o azeite. Juntar as aparas da carne e deixar fritar, de modo a libertar todos os sucos. Retirar a aparas e reservar*. Dispor os bifes enrolados no molho anterior, adicionar a manteiga e a salva e deixar alourar de todos os lados. Regar com o sumo de maçã e levar ao forno durante cerca de 20 minutos, tendo o cuidado de ir regando com o molho. 
Para preparar a batata, lavar muito bem a dita e secar com um pano (eu confecciono com casca, mas se preferirem podem descascar). Com uma mandolina, cortar rodelas finas com cerca de 2mm-3mm. Dispor as rodelas de batata-doce num tabuleiro de forno, forrado com papel vegetal, e temperar com sal e ervas da Provença. Levar ao forno a 160ºC, durante cerca de 20 minutos. Passado esse tempo virar as batatas e deixar durante mais 15 a 20 minutos.

*(Com as aparas da carne, confeccionei uns crepes recheados com carne).


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Panna Cotta de erva-príncipe e açúcar de coco



Esta é uma receita original do chef Avillez mas, não querendo ser presunçosa, a minha versão é muito melhor. E tudo se deve ao açúcar de coco, que dá um sabor fantástico à Panna Cotta. Substituí também a lúcia-lima da receita original por erva-príncipe e ficou divinal!  Suave, doce q.b. e com um travo a caramelo do açúcar de coco. Experimentem!

Ingredientes
500ml de natas (utilizei natas vegetais para bolos)
50g de açúcar de coco 
5 folhas de erva-príncipe
3 folhas de gelatina
Compota de pêssego q.b.

Preparação
Num tacho pequeno, juntar as natas e o açúcar e mexer bem com a ajuda de umas varas. Levar ao lume e acrescentar as folhas de erva-príncipe. Deixar aquecer, mas sem ferver. Retirar do lume e, utilizando as varas, pressionar as folhas  para que libertem o seu sabor. Deixar a infusão descansar e, de seguida, coar com a ajuda de um passador de rede fina para dentro de um jarro. Demolhar a gelatina numa taça com água bem fria, até ficar mole e elástica. Escorrer bem a gelatina e dissolver na infusão mexendo bem. Distribuir o preparado por 6 copos, deixar arrefecer ligeiramente e levar ao frigorífico durante 6 horas, no mínimo. Retirar do frigorífico e finalizar com compota de pêssego.

Receita Original: www.joseavillez.pt

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Folhados de queijo creme com ervas e azeitonas


Os folhadinhos são uma daquelas receitas óptimas para festas ou para um piquenique, fáceis de fazer, ficam óptimos quentes ou até mesmo frios e estão sempre bem numa mesa. Estes são mesmo muito fáceis de preparar e muito saborosos. Se não tiverem queijo creme de ervas, podem substituir com queijo creme normal e adicionar um dente de alho picado e salsa picada bem fininha.

Ingredientes
1 placa de massa folhada fresca
1 embalagem de queijo creme com ervas
Azeitonas descaroçadas
1 ovo

Preparação
Pré-aquecer o forno a 180ºC. Colocar a massa na bancada e barrar com o queijo, deixando cerca de um 1cm sem nada em cada lado maior da placa.  Enrolar a massa pelo lado maior e, na zona em que não se colocou o creme, passar com um pouco de água fria de modo a colar. Cortar em fatias com cerca de 1cm e distribuir num tabuleiro forrado com papel vegetal. Colocar uma azeitona por cima no meio. Bater o ovo com um pouco de água e pincelar os folhados. Levar ao forno cerca de 25 minutos.