quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Recomeçar



Ano Novo, mas as intenções e os desejos são velhos! Sejam felizes, a vida é muito curta para preocuparmos com insignificâncias... Desejo que vivam um dia de cada vez, com serenidade e alegria. Usufruam as coisas belas que a vida vos dá, não deixem de dizer o quanto amam quem está em vosso redor e, principalmente, sigam os vossos sonhos! Por aqui vou partilhando os meus petiscos. 

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Desastres culinários



Hoje venho falar-vos nos desastres na cozinha cá de casa. Sim, nesta cozinha também existem desastres culinários, mas na maioria das vezes são resolvidos. Já tentei envenenar o homem cá de casa com açafrão: como estava sem paladar, não provei e segui a receita à risca, numa sopa de abóbora e açafrão (posso dizer-vos que o homem ia sufocando). Já saí de casa e esqueci-me duma pavlova no forno (ficou lá 3 horas a cozer!), molotoff que ficou tipo pneu de borracha, bolos enqueijados (que o homem adora e desaparece tudo na mesma). Enfim, alguns desastres que fazem parte da vida culinária.
As receitas de pastelaria normalmente sigo à risca, tirando aquelas que faço para utilizar fruta madura, pois aí sigo a intuição. Já as refeições do dia-a-dia não são nadas rigorosas relativamente às receitas. Posso até dar uma vista de olhos, mas vou adaptando à medida que vou confecionando.
Um dos últimos desastres foi um pudim. Distraí-me (o que nos faz andar a fazer várias tarefas ao mesmo tempo!) e bati demais os ovos, tendo crescido tanto que o preparado não coube apenas em uma forma, acabando por ficar com dois pudins. Escusado será dizer que, depois que a espuma assentou, fiquei com dois pudins muito slim. O aspecto podia ser mini, mas sabor era mesmo maxi. Experimentem o pudim, mas já sabem: não batam demais os ovos!

Ingredientes
 Caramelo
100g de açúcar
1 colher de sopa de água
 Pudim
6 ovos
250g de açúcar
300 ml de leite
casca de 1 limão

Preparação
Preparar o caramelo, distribuir pelo fundo de uma forma de chaminé e reservar. Levar o leite ao lume com a casca de limão e aquecer apenas até ficar morno, deixando em infusão até arrefecer.
Bater os ovos e o açúcar até ficar uma mistura esbranquiçada. Com a batedeira a baixa velocidade, adicionar o leite em fio. Colocar este preparado dentro da forma e tapar com papel alumínio ou então com a tampa da forma, se esta tiver. Colocar dentro de um tacho e adicionar água até meia altura. O pudim deve cozer em banho-maria durante uma hora. Se for necessário, repor a água que evapora por outra, mas esta deve estar quente. Retirar, deixar arrefecer e colocar no frigorífico, no mínimo durante 12 horas. Por fim, desenformar e servir.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Dúvidas de uma cozinheira

Eu gostava mesmo era de ter um destes!

Estou a pensar colocar uma placa de indução na cozinha cá de casa. Mas as dúvidas são mais que muitas ... Estou tão habituada ao meu fogão a gás, mas tão fartinha de o limpar... Agora avariou-se um dos bicos e a vontade de trocar aumentou. Digam de vossa justiça, qual marca comprar e se vale a pena trocar de gás natural para indução. Obrigado!

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Broas de azeite


Pela altura dos “Santos”, é tradição cá em casa confecionarem-se broas. Este ano foi um bocadinho a correr, por isso a receita escolhida tinha que ser rápida e prática.  Estas não são umas broas massudas, desfarelam apenas um bocadinho, mas são bem saborosas. Experimentem!

Ingredientes
500g de farinha de trigo
1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio 
1 pitada de sal
1 colher de sobremesa de erva-doce em pó 
1 colher de sobremesa de canela em pó 
200g de açúcar amarelo
125 gramas de azeite (de boa qualidade e de sabor pouco intenso)
3 ovos + 1 gema (para pincelar o topo)
2 colheres de sopa de leite

Preparação
Colocar a farinha, o açúcar, a canela, o sal, o bicarbonato e a erva-doce numa tigela grande. Envolver tudo muito bem e abrir uma covinha no meio. Adicionar os ovos batidos e o azeite, amassando a massa até esta ficar uniforme. Dividir a massa em pequenas bolinhas, colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e pincelar com a gema batida e o leite. Colocar uma noz por cima de cada bolinha e levar ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante cerca de 20 minutos. 

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Comidas de colher |massa pevide com molho bolonhesa|




Tenho o hábito de preparar uma quantidade grande de molho bolonhesa com carne, distribuindo depois por caixas e congelando. Quando é necessário, basta descongelar, rectificar os temperos, ajustar a quantidade de molho de tomate e já está! Foi o que aconteceu com esta refeição. Preparei uma massa pevide de legumes, adicionei o molho e, para finalizar, uma boa quantidade de queijo parmesão ralado na hora. E eis assim uma comida reconfortante, óptima para ser comida com uma colher e saborear cada colherada. Experimentem!


Ingredientes (para aproximadamente duas pessoas)
300g de carne de vaca picada 
1 cenoura triturada ou ralada
1 cebola média
1 dente de alho
1 embalagem de polpa de tomate
1 copo de vinho branco
Sal q.b.
Pimenta q.b.
200g de massa pevide de legumes
Queijo parmesão q.b.

Preparação 
Alourar o alho e a cebola no azeite. Juntar a carne picada e a cenoura e deixar cozinhar um pouco. De seguida, adicionar o vinho branco, deixando cozinhar durante cerca de 15 minutos. Por fim, juntar a polpa de tomate, levando mais um pouco ao lume (se necessário acrescentar água). Temperar com sal e pimenta.
Preparar a massa conforme a embalagem, servindo com o molho e o parmesão ralado.  

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Tarte de frangipane e pêra



Para bem receber o fim de semana, trago-vos uma receita simples, que serve perfeitamente para sobremesa rápida. Este é um creme muito saboroso, que pode ser combinado com pêras, maçãs ou figos, literalmente o que estiver na fruteira a precisar de ser usado. Experimentem!

Ingredientes
1 massa folhada
3 pêras
     Creme frangipane
60g de amêndoa moída
60g de manteiga
60g de açúcar em pó
10g de maizena
1 ovo
1 colher de sobremesa de licor Amaretto
Açúcar com canela q.b.

Preparação
Pré-aquecer o forno a 180ºC. Cortar as peras em metades, retirar o caroço e regar com sumo de limão. Estender a massa e forrar com esta uma tarteira de aro de 20 cm, picando o fundo da massa (eu costumo utilizar o papel vegetal que vem com a massa e coloco no fundo da forma).
Depois, num processador de alimentos, triturar a amêndoa, a maizena e o açúcar. Juntar a manteiga fria aos cubos e misturar até obter uma mistura areada. De seguida, juntar o ovo e o licor e misturar até ficar homogéneo.
Por fim, distribuir o creme, e dispor as peras por cima, tendo o cuidado de as colocar ligeiramente enterradas no creme. Polvilhar com o açúcar com canela e levar ao forno, durante 25 minutos.