quinta-feira, 17 de Abril de 2014

O folar desta Páscoa



Como tem sido habitual aqui no cantinho, trago-vos nesta época uma receita de folar. Este ano estava muito indecisa com a receita que iria fazer mas, após uma busca intensiva na net, encontrei esta no Figo Lampo e, como os olhos também comem, fiquei logo presa às imagens. Adoro o dito blogue, pois tem sempre umas sugestões fantásticas. O folar deixou um aroma fantástico pela casa, além de ter uma textura ‘fofinha’ e derreter-se na boca! E deste modo vos desejo uma santa e doce Páscoa.   

Ingredientes
      Massa
125g de açúcar amarelo
1 laranja pequena (casca + sumo)
2 ovos
100ml de leite
100ml de chá (mistura de pau de canela e colher de café de erva doce)
1 cubo de fermento de padeiro fresco
40g de manteiga sem sal (à temperatura ambiente)
1 colher de sopa de banha
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 colher de sobremesa de erva-doce em pó
600g de farinha sem fermento
1 pitada de sal
      Calda
2 colheres de sopa de mel
50g de manteiga
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
1 colher sopa de canela em pó
      Recheio
Açúcar baunilhado q.b.
Canela em pó q.b.
Manteiga q.b. 
  
Preparação
Untar uma forma de alumínio (de 18cm) com manteiga, forrar com papel vegetal (deixar um rebordo de 5 cm de papel para fora da forma) e voltar a untar com manteiga. Preparar o chá de canela e erva-doce e reservar.
Numa tigela grande, colocar o chá ainda morno e o fermento de padeiro e dissolver com uma colher de pau. Adicionar o açúcar, os ovos, a raspa e sumo da laranja e o leite, envolvendo tudo muito bem. Por fim, adicionar a banha, a manteiga a farinha, a canela e a erva-doce. Amassar tudo manualmente, até deixar de pegar às mãos (se necessário, adicionar mais farinha). Tapar a tigela de modo a ficar abafada e deixar a massa levedar durante 4 horas.
Preparar a calda levando ao lume todos os ingredientes e reservar.
Pré-aquecer o forno a 190ºC. Estender a massa de modo a obter um rectângulo grande e fino. Polvilhar com açúcar e canela e colocar pequenas nozes de manteiga. Dobrar as pontas da massa para dentro, voltar a polvilhar e colocar manteiga. Enrolar a massa no sentido longitudinal, colocar no centro da forma e deixar a massa levedar durante mais 30 minutos. Deitar a calda por cima, tapar com papel de alumínio e levar ao forno durante 50 minutos. A meio do tempo, retirar o papel.


terça-feira, 15 de Abril de 2014

Ravioli de 3 queijos com molho de tomate e pinhões

Ainda não foi desta que trago uma massa feita em casa, pois ainda não tive a coragem e o tempo para me aventurar a isso. Mas como gosto muito de massas frescas, estas têm vindo regularmente do supermercado, sendo óptimas para preparar quando temos pouco tempo. Se adicionarmos um molho rápido, conseguimos obter uma refeição bastante saborosa e, principalmente, rápida: em 15 minutos temos o jantar pronto! Os pinhões deram um toque especial crocante, mas se não tiverem em casa utilizem outro fruto seco do vosso agrado. Experimentem!

Ingredientes (2 doses)
1 embalagem de ravioli fresco de 3 queijos
½ cebola
1 dente de alho
Azeite q.b.
½ lata de tomate pelado
1 tomate assado de lata
1 colher de café de açúcar
1 colher de chá de ervas da Provença
1 punhado de pinhões
½ copo de água de cozer os ravioli
Queijo parmesão q.b.

Preparação
Tostar ligeiramente os pinhões e reservar. Depois, picar a cebola e o dente de alho. Levar uma frigideira ao lume com um fio de azeite e refogar a cebola e o alho. Acrescentar depois o tomate pelado, partido em pedaços, assim como o pimento. Temperar com sal, pimenta e ervas da Provença e deixar cozinhar em lume brando, até o molho estar apurado.
Cozer os ravioli conforme embalagem, escorrer e adicionar ao molho, assim como ½ copo de água de cozer a massa. Por fim, colocar a massa na travessa de servir, colocar por cima o queijo parmesão ralado e os pinhões. Servir de imediato. 

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Creme de feijão com alecrim e ervilhas


A sopa faz parte da alimentação base cá de casa e, por isso, tento variar ao máximo a sopas que preparo. Assim sendo, a batata é muitas vezes retirada e substituída por leguminosas secas, mas quando não tenho tempo para cozer as ditas opto por utilizar de lata. Esta é uma sopa simples, com uma textura aveludada devido ao feijão e com um sabor intenso, proveniente do alecrim. Experimentem!

Ingredientes
1 embalagem pequena de feijão branco da Compal
½ courgette
3 cenouras grandes
1 dente de alho
1 pé de alecrim fresco (apenas as folhas)
1 chávena de chá de ervilhas
1 colher de sopa de azeite
Sal q.b.

Preparação
Ferver a água numa chaleira eléctrica (caso não tenham chaleira eléctrica, colocar num fervedouro). Picar o alho e cortar as cenouras e a courgette em cubos. Colocar o azeite numa panela e adicionar o alho, as cenouras, a courgette, o feijão e o alecrim, deixando estufar durante 5 minutos. Adicionar a água quente, até tapar os legumes, temperar com sal e deixar cozinhar. Quando os legumes estiverem cozidos, passar com a varinha mágica, adicionando mais água quente se necessário, até obter um creme. Rectificar o tempero, adicionar as ervilhas e deixar cozinhar em lume brando.  

sexta-feira, 11 de Abril de 2014

Salsichas com couve-lombarda em molho de tomate, no forno


Por estes dias, chegou cá a casa uma couve-lombarda enorme, vinda directamente da horta dos meus pais. Acho que vamos andar a comer lombarda durante um mês… Pelo menos, é saudável e muito saborosa. A primeira utilização com a dita foi estas salsichas, um clássico normalmente feito no tacho, mas que eu sempre fiz no forno. Cobertas com o molho rico de tomate ficaram mesmo fantásticas. Experimentem!

Ingredientes
6 salsichas frescas
6 folhas grandes de couve-lombarda
3 tomates sem pele (utilizei de lata)
2 pimentos doces assados (utilizei já preparados de compra)
2 dentes de alho
1 cebola
½ copo de água
1 colher de chá de ervas da Provença
Azeite q.b.
Sal q.b.

Preparação
Pré-aquecer o forno a 180ª C. Lavar as folhas da couve e retirar-lhes o caule grosso. Colocar uma panela com água ao lume e dar uma fervura nas folhas. De seguida, enrolar cada salsicha numa folha de couve-lombarda. Picar a cebola e os alhos e colocar numa frigideira com azeite. Deixar “murchar” e adicionar os tomates, os pimentos picados e a água. Depois, temperar com as ervas, o sal e deixar estufar em lume brando, durante 5 minutos. Num tabuleiro refractário, colocar metade do molho de tomate, distribuir as salsichas por cima e finalizar com o restante molho. Levar ao forno durante 25 minutos. Servir acompanhado de arroz.

* Reservei a água de cozer as folhas para colocar na sopa que estava a preparar. 

quinta-feira, 10 de Abril de 2014

Bolo de banana, versão Matt Preston, Masterchef Austrália


Sou uma espectadora assídua do Masterchef Austrália e adoro as Master Classes. Nestas, os intervenientes explicam muito claramente as receitas e, normalmente, são simples de preparar. Foi o caso desta receita apresentada por Matt Preston: receita muito simples, super-fácil de preparar, mas cheia de sabor. Como o homem cá de casa adora bolo de banana, não podia deixar de experimentar. Experimentem também!

Ingredientes
125g de manteiga sem sal (à temperatura ambiente)
220g de açúcar
2 ovos
3 bananas da Madeira (muito maduras)
260g de farinha sem fermento
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Preparação
Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga uma forma de bolo inglês e forrar com papel vegetal. Colocar a manteiga e o açúcar numa tigela e bater com a batedeira, a velocidade média, até ficar em creme. Adicionar os ovos, um a um, batendo a cada adição. De seguida, adicionar as bananas e bater até ficar tudo incorporado. Por fim, adicionar a farinha e o bicarbonato previamente peneirado. Depois, bater a velocidade baixa até a farinha estar toda incorporada. Colocar a massa na forma e levar ao forno durante 50 minutos. Retirar, deixar arrefecer numa grade de bolos e só depois desenformar.  

terça-feira, 8 de Abril de 2014

Cogumelos recheados |reciclar|


Cá em casa tento nunca desperdiçar comida, aproveitando para, sempre que possível, reciclar para outras refeições. Foi esse o caso destes cogumelos, que surgiram com as sobras de uma carne estufada com cenouras que, mesmo após algumas horas ao lume, ficou ligeiramente dura. E sejamos francos: comer carne estufada pela segunda vez, ligeiramente dura, não apetece! Por isso, decidi dar um novo formato à carne. Assim, triturei-a e, com mais um punhado de ingredientes, confeccionei estes cogumelos recheados. É uma refeição muito rápida de preparar, mas principalmente muito saborosa. Experimentem!

Ingredientes
4 cogumelos Portobello
Carne estufada com cenouras q.b.
1 colher de sopa de polpa de tomate refogado da Compal
1 colher de sopa de crème fraîche
Queijo mozarella ralado q.b.
Azeite q.b.
Cebolinho seco picado q.b.
Pimenta moída na hora q.b.

Preparação
Com uma faca, retirar a pele escura dos cogumelos e o respectivo pé. Reservar. Colocar numa trituradora a carne, um fio de azeite, a polpa de tomate e o crème fraîche. Dividir este preparado pelos cogumelos, polvilhar com o queijo mozarella e colocá-los num tabuleiro de ir ao forno. Levar a assar, em forno pré-aquecido a 180ºC, durante 20 minutos. Por fim, polvilhar com o cebolinho e temperar com pimenta moída na hora. Servir com uma salada.